A Marvel lançou na madrugada desta quarta-feira (24) o primeiro trailer do seu próximo lançamento, Capitão América: Guerra Civil (veja os melhores momentos), marcado para sair em abril de 2016 no Brasil.

Apesar do trailer indicar que Capitão América 3 manterá os padrões que a Marvel criou para seus filmes – cenas de ação bem filmadas, lutas muito bem coreografadas e algumas situações mais leves no meio – uma coisa fica bem aparente, e isso é que, pelo menos por esse primeiro trailer, o filme vai se focar muito mais na relação entre Bucky Barnes/Soldado Invernal (Sebastian Stan) e Steve Rogers/Capitão América (Chris Evans) do que na guerra em si. E ai começa o que pelo menos para os fãs das HQs vai incomodar bastante: as imensas diferenças entre o que sabemos do filme com esse trailer e o que acontece nas HQs que o filme supostamente vai adaptar para o cinema.

A complicado relação de Bucky Barnes e Steve Rogers


Nas HQs, a Guerra Civil acontece quando um grupo de super-heróis, que filma suas batalhas para uso em um programa de internet, está gravando uma de suas lutas e durante a gravação uma explosão acontece destruindo uma escola no meio do horário de aula, matando centenas de inocentes. Após esse ocorrido o público começa a pressionar o governo para tomar providências, e o governo usando esse último acidente como exemplo, cria uma lei na qual todos os heróis são obrigados a se registrar e se tornam funcionários públicos, o que divide todos os superpoderes do mundo, heróis e vilões, em dois grupos: um liderado por Tony Stark, a favor do registro, e um liderado por Steve Rogers, se opondo ao registro, começando assim a Guerra Civil.

Já em Capitão América 3, pelo que o trailer indica, a Guerra Civil acontecerá devido a uma parte dos humanos chamarem Steve Rogers de herói e outra parte o chamar de vigilante devido aos acontecimentos em Capitão América 2. Por isso, o governo cria um acordo obrigando os heróis a responderem por seus atos levando assim a uma batalha entre o Capitão América e os novos Vingadores que são contra essa lei, contra o Homem de Ferro e a SHIELD que defendem a lei.

Diretores confirmam mudança do registro de heróis no filme

O problema é que o primeiro trailer de Capitão América 3 faz parecer que os dois lados estão lutando não por causa da lei, e sim por causa de Bucky, inclusive a lei não chega a ser de fato mencionada, simplesmente vemos um documento sendo passado para Steve em uma mesa, e a frase “haverá consequências”.

O trailer mostra ainda pela primeira vez o Pantera Negra (Chadwick Boseman) com seu uniforme, e que ele aparentemente está no lado do Stark na batalha, e uma maior importância do Falcão (Anthony Mackie) para a trama.

Algumas ausências neste trailer de Capitão América 3 que os fãs gostariam de ver são o Visão (Paul Bethany), Homem-Formiga (Paul Rudd), o personagem ainda não revelado de Martin Freeman, e possivelmente o que mais queremos ver, o Homem-Aranha (Tom Holland) que pela primeira vez estará em um filme do universo cinematográfico da Marvel – no entanto, há controvérsias de que ele aparece na prévia.

Mas tendo como base o último filme da Marvel, Era de Ultron, onde cada trailer indicava um filme diferente do anterior (e no fim nenhum representava de verdade o resultado final dos filmes) só nos resta esperar por mais trailers de Capitão América 3 para irmos ao pouco matando as dúvidas que esse trailer deixou.