Atenção para os spoilers do último episódio!

Pouco importa o que a gente tenha a dizer sobre o último episódio de The Walking Dead: ainda que a série esteja naquela fase de “barriga” da temporada, para os fãs de Glenn, esse deve ter sido o melhor — e mais feliz! — episódio do ano.

Pois é, o suspense finalmente acabou e o personagem favorito de muita gente teve seu destino revelado: como a maioria teorizava, Glenn realmente estava vivinho da silva. Havia dicas disso em todo canto de The Walking Dead e da internet, mas não deixou de ser um baita alívio receber essa confirmação.


Apesar do previsível uso de Nicholas como desculpa para a escapatória de Glenn, nem tudo encaixou tão bem como deveria, especialmente o modo como todos os zumbis desistiram de persegui-lo. Mas bem, o que importa, não é? Ao menos foi bacana acompanhar sua jornada de volta para casa.

Já o grupo de Rick acabou se restringindo a repetir algumas situações e dilemas recorrentes em The Walking Dead, como o debate sobre a legitimidade para matar outras pessoas, a perda de humanidade que isso implica, enfim, tudo aquilo que já conhecemos muito bem. Ao menos as coisas ficaram tensas e imprevisíveis entre Ron e Carl.

Estranhamente, o sangue que vimos no final do episódio passado meio que não deu em nada. Seria desatenção dos roteiristas ou demos valor demais a uma cena vazia? Como o próximo episódio será o midseason finale, é de se esperar que muita gente — e possivelmente alguns rostos conhecidos — não tenham a mesma sorte que Glenn e partam dessa para uma melhor.

A queda da torre e o modo como o episódio acabou, dando claro sinais do caos que está prestes a se instalar nas vidas de nossos amigos, só nos deixa ainda mais ansiosos e convictos de que está chegando a hora de jogar as tripas de zumbi no ventilador.

Chega logo, finale!

T06e07 - "Heads Up"