Leonardo DiCaprio pode ser impedido de voltar a colocar os pés na Indonésia. Tudo por causa das críticas do ator à indústria de óleo de palma do país e seu impacto nas florestas tropicais.

Segundo a BBC, com visto de turista, DiCaprio visitou recentemente o Parque Nacional Gunung Leuser, na Província de Aceh, no nordeste do país, e depois do passeio, se referiu ao lugar na sua rede social como “um grande centro de biodiversidade, mas que está sendo destruído pela expansão do óleo de palma”.

De acordo com uma autoridade indonésia de alto cargo, os comentários do vencedor do Oscar podem ser considerados pelo governo uma “incitação” e, com isso, ele pode acabar sendo banido da Indonésia.


“Pelos termos de seu visto e permissão de imigração, Leonardo DiCaprio não fez nada errado. Ele entrou e saiu da Indonésia legalmente. Mas ainda estamos investigando”, alegou Heru Santoso, porta-voz do diretor-geral do departamento de imigração do país. “Se suas publicações em redes sociais forem categorizadas como incitação ou provocação, podemos colocá-lo em uma lista negra e proibí-lo de voltar à Indonésia”, finalizou.

Foto de Leonardo DiCaprio bebê com os pais viraliza; saiba por que

Veja as declarações de Leonardo DiCaprio que causaram grande repercussão no Instagram:

145956316856ff2aa06c674_1459563190_4x3_sm

Ativista ambiental, Leonardo DiCaprio disse ainda estar trabalhando para salvar o ecossistema de Gunung Leuser, pois é “o último lugar da Terra onde orangotangos, tigres, rinocerontes e elefantes coexistem na natureza selvagem”.

Em 2013, Harrison Ford também foi ameaçado de ser deportado da Indonésia após ter acusado o país de fazer extração ilegal de madeira.