Durante o fim de semana, jornais como o The Mirror e o Daily Star reportaram o rumor de que o Estado Islâmico tem um novo alvo em seus ataques terroristas: o pequeno Príncipe George.

As mensagens identificando a intenção de matar o jovem membro da família real teriam sido enviadas por meio do aplicativo de Telegram, que mantém a localização do usuário em sigilo.

Segundo os jornais, um canal ligado ao grupo terrorista teria publicado uma foto do príncipe em que aparece próximo à escola que frequenta.


Filho de Kate Middleton e do príncipe William, George tem apenas quatro anos e é o terceiro na linha de sucessão para o trono britânico, após o avô Príncipe Charles e o pai.