Corey Feldman liberou o nome de uma das pessoas na indústria de Hollywood que alegadamente abusou sexualmente dele durante os anos 1980, ainda durante sua infância e adolescência.

Comparecendo ao programa do Dr. Oz na TV americana, Feldman acusou o ator Jon Grissom de molestar ele e seu melhor amigo, o falecido Corey Haim, nos sets de Sem Licença Para Dirigir (1988) e Um Sonho Diferente (1989).

No mês passado, Feldman lançou uma campanha para arrecadar US$ 10 milhões a fim de produzir um documentário que liberaria o nome desse e de outros membros da indústria que participam de um “círculo de pedofilia”.


“É esse cara”, disse Feldman ao ver o Dr. Oz segurando uma foto de Grissom. “Na página dele no MySpace ele ainda exibe fotos comigo e com Corey Haim. Ele fica se exibindo, como se não soubéssemos o que ele fez conosco”.