Kater Gordon, ex-roteirista de Mad Men, acusou o criador da série, Matthew Weiner, de assédio sexual por conta de incidente enquanto ela trabalhava na série.

Segundo uma reportagem publicada na quinta (09) pelo site The Information, Gordon alega que, em uma noite do ano de 2008, Weiner diz que ela “devia sua carreira a ele”, e que portanto devia ficar nua para que ele a visse.

Um representante de Weiner respondeu à acusação: “Ele não se lembra de fazer esse comentário, e o conteúdo descrito pela Sra. Gordon não reflete algo que Matthew diria para qualquer colega”.


Gordon ganhou um Emmy em 2009 por seu trabalho em Mad Men, mas não trabalha em televisão desde que saiu da série na terceira temporada. Ela começou a carreira como assistente pessoal de Weiner.

A roteirista descreve a sensação após o incidente: “Eu congelei e tentei mudar de assunto. Não contei isso para ninguém porque tinha medo de perder meu trabalho – me senti ameaçada e desvalorizada quando ele fez esse comentário”.