Um impostor se passando pelo empresário de longa data da cantora Britney Spears, Larry Randolph, conseguiu dissuadir a gravadora da popstar a lhe enviar quase 50 músicas inéditas do arquivo da cantora.

Segundo documentos de polícia conseguidos pelo TMZ, um suspeito já foi preso no caso, e ele clama na verdade ser um advogado que estuda leis de direitos autorais, que fez um “experimento” ao enviar e-mails para a RCA Records fingindo ser Randolph.

Segundo o site, 49 canções inéditas de Britney foram enviadas ao acusado, incluindo 12 que quase foram parar no álbum Glory, mais recente da popstar, lançado em 2016.


O suspeito foi apreendido antes de lançar os materiais na internet ou vendê-los de qualquer forma, e a polícia de Los Angeles (EUA) já emitiu um mandado para confiscar os conteúdos da conta de e-mail falsa criada por ele.