O filho adotivo de Tina Turner, Ike Turner Jr, revelou em entrevista ao Daily Mail, que acredita que sua mãe abandonou a família nos Estados Unidos quando conseguiu alcançar o estrelato.

“Tina me criou desde os dois anos. Ela é a única mãe que eu conheci. Mas eu não converso com minha mãe há muito tempo – provavelmente desde 2000. Não acho que nenhum de meus irmãos conversa com ela há muito tempo também” revelou Ike, que também falou sobre o relacionamento de Tina e o pai do garoto, Ike Turner.

Atriz de Orange is the New Black encarna Beyoncé e Tina Turner em ensaio


“Meu pai e minha mãe não tinham tantos conflitos quanto nossos vizinhos” disse o rapaz. Ele acredita que os casos de violência entre Tina e o pai não eram tão exacerbados quanto a cantora teria relatado no passado. Ike Turner era viciado em drogas e teria batido em Tina e abandonado, pouco antes dela começar a fazer sucesso no mundo da música.

Apesar de minimizar os problemas de mãe, Ike Turner Jr. não deixa de comentar que também sofreu nas mãos do pai. “Quando minha mãe e meu pai se separam, ele não queria que eu trabalhasse com ela e me bateu na cabeça com uma pistola”.