Morgan Freeman pode se ver punido ou mesmo expulso do SAG-Aftra, o sindicato dos atores de Hollywood, segundo declaração oficial da organização (via Variety).

Ainda nesse ano, o SAG concedeu a Freeman o Lifetime Achievement Award, pelo conjunto de sua carreira.

“Essas alegações são convincentes e devastadoras, e vão na direção oposta dos passos que o SAG-Aftra está tomando para assegurar um ambiente de trabalho seguro para os profissionais nessa indústria”, começa a declaração.


“Qualquer pessoa acusada tem o direito ao processo legal, mas precisamos começar a investigar essas acusações acreditando nas vozes corajosas que se levantaram para reportar os incidentes de assédio. Visto que o Sr. Freeman recentemente recebeu uma das honras mais prestigiosas da nossa união recentemente, estamos revisando quais ações punitivas podem ser tomadas”, conclui.

Namorado é condenado por matar neta de Morgan Freeman a facadas

Na reportagem que revelou os incidentes, a CNN conversou com um total de 16 pessoas – oito mulheres que alegaram assédio de Freeman e oito que disseram testemunhar o comportamento descrito por elas. Saiba mais aqui.

O ator então liberou um pedido de desculpas, dizendo que “não tinha a intenção” de desrespeitar as colegas de trabalho – veja.