O mundo perdeu um ícone há dois anos, quando a atriz de Star Wars, Carrie Fisher, morreu em dezembro de 2016. Mas após sua morte, em seu livro de memórias, The Princess Diarist, Fisher revelou que ela teve um caso com sua co-estrela, Harrison Ford.

Agora seu irmão, Todd, revelou em uma entrevista com o Daily Mail que ela se arrependeu de ter se aberto sobre isso.

Em seu próprio livro, My Girls: A Lifetime With Carrie e Debbie, Fisher discute que sua mãe, Debbie Reynolds, não tinha idéia sobre o caso até que sua irmã escreveu sobre isso em seu livro. Reynolds disse a Carrie para não publicar o livro, mas Fisher fez de qualquer maneira e então começou a se sentir culpado por fazê-lo. De acordo com Todd, Carrie disse a sua mãe depois: “Você está certo, eu não deveria ter contado essa história.”


Todd acrescentou que acredita que a mãe quis que morresse para estar com a filha na vida após a morte:

“Tome isso do filho que estava lá, que a conhecia melhor do que qualquer outra pessoa na terra – isso simplesmente não é verdade. Debbie Reynolds se forçou a sair deste planeta para cuidar pessoalmente de que Carrie nunca estaria sozinha.”