Steven Seagal não terá que responder às acusações de abuso sexual em um processo movido contra o ator em Los Angeles. De acordo com os juristas do caso, o crime já teria prescrevido.

Steven Seagal abandona entrevista após perguntas sobre abuso sexual

O abuso teria acontecido entre maio e agosto de 2002. O arquivamento do caso não significa que o ator foi considerado inocente, mas que a promotoria desistiu de avançar o caso.


De acordo com documentos do processo, os requerentes também não haviam providenciado evidências suficientes para a condenação.

Um segundo caso envolvendo Seagal, protocolado em Beverly Hills, também foi arquivado em setembro.

Mais de uma dúzia de mulheres acusaram o ator de abuso e assédio sexual. Seagal sempre negou as acusações, e chegou a afirmar que as vítimas estava mentindo ou sendo pagas para mentir.