Cuba Gooding Jr., vencedor do Oscar de Melhor Coadjuvante de 1997 por Jerry Maguire, teve um momento tenso nesta terça, 15, na Suprema Corte de Manhattan. O ator foi algemado durante audiência para o julgamento em casos de abuso sexual. 

O ator alegou ser inocente. No entanto, o promotor do caso informou que o número de mulheres que acusam o famoso subiu para 14. 

Até a manhã de hoje, o público tinha o conhecimento de quatro acusações. As mulheres acusam Cuba Gooding Jr. de abuso sexual e toque forçado. 


De acordo com documentos revelados pelo Page Six, o primeiro caso aconteceu em um bar em 2008. O ator teria “apertado o peito da vítima sem consentimento” e ainda “feito observação sexualmente sugestiva” para a mulher. 

A outra acusação semelhante seria de um caso de 2013. As novas alegações ainda não foram detalhadas. 

O advogado do ator, Mark Heller, acredita que Cuba Gooding Jr. não será condenado. Para o profissional, as mulheres “querem dinheiro” do cliente dele. 

A decisão da justiça será dada na quinta, 17.