O falecimento de Chadwick Boseman gerou uma repercussão gigantesca na indústria cinematográfica e nos fãs. Agora, o produtor executivo de Pantera Negra, Nate Moore, fez a revelação emocionante de uma carta que recebeu do astro da Marvel.

Em entrevista à People, Moore falou sobre como ele e Chadwick Boseman se juntaram para fazer a alegria de um menino que lutava contra o câncer, através da fundação Make-A-Wish.

A carta do astro de Pantera Negra começa dizendo: “Precisamos fazer isso por eles”.


“As pessoas merecem uma vida abundante, momentos especiais. Eles passaram pelo inferno lutando contra as doenças. Se pudéssemos aliviar o sofrimento deles e trazer alegria por um momento, e esperançosamente momentos [enquanto] ele vasculha as malas, então fizemos uma diferença na vida dele”, concluiu o astro.

Em retrospecto, é possível enxergar como Chadwick Boseman especialmente se identificava com essas vítimas. O ator lutou contra o câncer de cólon por quatro anos e não desistiu até o fim.

O último adeus

Antes de falecer, Chadwick Boseman conseguiu terminar as gravações do drama Ma Rainey’s Black Bottom. O longa já chamava atenção pela história e pelo elenco.

O que se sabe é que Ma Rainey’s Black Bottom foi anunciado pela Netflix ainda em 2019. No mesmo ano, as gravações teriam acontecido em julho.

O filme traz a Rainha do Blues, Ma Rainey, como a principal personagem. Ela é vivida por Viola Davis.

O longa com o astro da Marvel é baseado em uma peça de August Wilson. A história se passa em 1927, em uma tumultuada sessão de gravação de Ma Rainey.

O ator de Pantera Negra entra na história com o essencial papel do trompetista Levee. Como indica a sinopse, ele também tem bastante destaque nessa trama.

A descrição do filme da Netflix traz que na gravação, a destemida Ma “começa uma batalha contra o empresário branco e a produtora sobre o controle de sua música”. Enquanto isso, na sala de espera da gravadora, o personagem de Chadwick Boseman deve assumir o controle.

“Enquanto a banda espera na claustrofóbica sala de ensaio, o trompetista Levee (Chadwick Boseman) – que está interessado na namorada de Ma e está decidido a deixar a própria marca na indústria da música – estimula os seus colegas músicos com histórias reveladoras que vão mudar o curso de suas vidas”, completa a sinopse do filme.

O elenco tem ainda Glynn Turman, Colman Domingo e Michael Potts. A direção é de George C. Wolfe e o roteiro fica com Ruben Santiago-Hudson.

O último filme do astro de Pantera Negra, da Marvel, ainda não tem previsão na Netflix.