Jamie Foxx é com certeza um dos atores de Hollywood mais conceituados da atualidade. Com mais de 80 créditos em sua filmografia, o ator ganhou o Oscar em 2005 por sua performance na cinebiografia do cantor Ray Charles.

O ator recentemente fez o maior sucesso com o filme Projeto Power, da Netflix, além de ter interpretado o protagonista de um dos filmes do Homem-Aranha.

O que muitos fãs não sabem é que o astro viveu momentos difíceis em sua infância, adolescência e início da carreira na indústria do entretenimento.


Confira abaixo alguns dos detalhes mais trágicos!

Abandonado

Jamie Foxx não teve uma infância nada fácil. Os pais do ator se separaram antes de seu primeiro aniversário e ele acabou sendo criado pela avó, que é vista até hoje como seu “modelo de vida”.

Na verdade, a avó que criou Jamie Foxx não era a mãe biológica da mãe do ator, mas mesmo assim se responsabilizou por sua educação e moral.

Falta dos pais

Em uma entrevista à MTV News, Foxx falou sobre a falta dos pais na infância. O ator relatou que sempre se sentia “confuso” pela ausência do pai, mas que sentia ainda mais a falta da mãe.

“Sempre queria que ela aparecesse por vários motivos. Ela sempre foi muito bonita e estilosa”, comentou o ator.

Religião

Em um papo com a apresentadora Oprah Winfrey, Jamie Foxx revelou que a religião do pai influenciou muito a ausência dele em sua infância e adolescência.

“Ele pensava: ‘Eu sou muçulmano, e você não é, então não posso ser seu pai de verdade’. Eu entendo a importância da religião, mas não acho que isso deve fazer você abandonar sua família.

Jamie Foxx

Morte

Em 2004, Jamie Foxx sofreu mais uma perda importante em sua vida pessoal. A avó do ator, responsável por sua criação, faleceu aos 95 anos.

Estelle Marie Talley morreu após uma longa batalha contra o Alzheimer. Na época, o ator homenageou a avó com uma postagem no Instagram em que se referia à ela como “minha rocha”.

Saúde mental

Quando o rapper Kanye West sofreu um colapso mental em 2018, Foxx aproveitou para discutir seus próprios problemas com vícios e saúde mental.

O ator contou que chegou a se viciar em remédios controlados na juventude, e que desde a infância seu maior medo era perder a sanidade mental.