Liam Neeson está na Austrália gravando seu novo filme de ação Backlight nos subúrbios de Melbourne desde o início de novembro.

E recentemente, o ator irlandês de 68 anos tirou um tempo de sua agenda lotada para surpreender funcionários da linha de frente em um hospital de Melbourne com flores.

“A todos vocês, adoráveis ​​enfermeiros australianos e irlandeses. Pensando em todos vocês. Com muito amor e respeito, Liam Neeson”, diz uma nota manuscrita que foi enviada junto com flores.


Os enfermeiros do Royal Melbourne Hospital ficaram emocionados com o gesto e compartilharam imagens do pacote surpresa na página do hospital no Facebook.

“Eu vou te encontrar… e eu vou… tratá-lo”, eles escreveram alegremente no post com a foto, em referência ao seu filme de ação de sucesso de 2008, Busca Implacável.

Liam Neeson está gravando um filme em Melbourne e teve a gentileza de enviar algumas flores para nossa Unidade Médica Aguda, que era uma enfermaria de COVID-19. Obrigado, Liam, de todos nós que ficamos impressionados no Royal Melbourne Hospital!”

Gesto de carinho

Isso acontece pouco depois de o produtor do filme, Paul Currie, dizer que Liam não conseguiu fazer nenhum passeio turístico durante sua visita até agora.

Por causa dos rígidos protocolos de segurança de COVID no set, o astro da ação está vendo mais de seu quarto de hotel do que os pontos turísticos de Melbourne.

“Ele não teve tempo de ir a restaurantes ou coisa parecida, e não podemos deixá-lo sair de qualquer maneira”, disse Currie ao The Age.

Liam foi visto no set do filme no mês passado, usando uma máscara protetora para limitar a propagação de COVID-19 enquanto saía de seu trailer para se encontrar com uma equipe de filmagem.

O ator passou duas semanas em quarentena em um hotel em Sydney depois de chegar do exterior.

O Sydney Morning Herald relatou que ele completou seu auto isolamento obrigatório de duas semanas antes de voar para Melbourne.

O novo filme de ação de Liam tem como objetivo impulsionar a indústria cinematográfica australiana e trazer centenas de empregos para os vitorianos locais, após o segundo bloqueio draconiano de COVID-19 em Melbourne.