Armie Hammer, de Me Chame Pelo Seu Nome, se viu no centro de grande polêmica ao ser acusado pelas suas ex-namoradas de abuso, agressão e canibalismo. Isso parece ter afetado sua carreira de forma significativa.

Conforme o insider da indústria, Daniel Richtman, Armie Hammer foi colocado na lista negra de Hollywood.

Com isso, o ator dificilmente será contratado para novos papéis, ao menos até toda essa poeira baixar – isso se não descobrirem provas contra o ator de Me Chame Pelo Seu Nome.


Em todo caso, é bom levar essa informação como rumor por enquanto, visto de Daniel Richtman muitas vezes não acerta.

Em todo caso, Armie Hammer já saiu de dois projetos nas últimas semanas a comédia com Jennifer Lopez, Shotgun Wedding e um filme sobre a produção de O Poderoso Chefão.

Mais sérias acusações

As acusações contra Armie Hammer, de Me Chame Pelo Seu Nome, continuam. Dessa vez sua ex-namorada alegou que o astro espalhou fotos dela sem seu consentimento.

No Twitter, a modelo Paige Lorenze disse que Hammer divulgou fotos dela amarrada sem que ela soubesse.

“Compartilhar fotos minhas que eu nem sabia que existiam sem a minha permissão ou meu conhecimento. Repulsivo, abusivo e completamente inaceitável”, escreveu a modelo de 22 anos.

Lorenze e Armie Hammer namoraram entre agosto e dezembro de 2020. Ela chegou a acusar, anteriormente, o astro de Me Chame Pelo seu Nome de ter cravado a letra A na sua virilha, usando uma faca.

“Ainda é possível ver. Foi extremamente doloroso e traumatizante. Ele me disse depois que havia contado para os amigos dele”, disse Lorenze sobre a mutilação feita em sua pele por Armie Hammer.

Tais acusações vêm após Armie Hammer ser acusado de abuso sexual e canibalismo.

Veja o tuite original de Paige Lorenze, abaixo.