A AFP divulgou que o astro francês Gérard Depardieu foi acusado formalmente de estupro por autoridades da França. O caso teria acontecido em 2018.

Além de estupro, o caso também envolveria outras agressões sexuais. A vítima seria uma atriz que não teve a identidade divulgada.

A denúncia foi feita ainda em agosto de 2018. Desde então, as autoridades estavam investigando – até o momento que surge essa acusação formal.


A acusação é de que a vítima teria sido estuprada duas vezes na casa de Gérard Depardieu em Paris. Em 2019, a polícia chegou a abandonar o caso.

Mas, no fim de 2020, as autoridades voltaram às investigações. Após essa informação da AFP, o advogado de Gérard Depardieu se pronunciou.

O ator é um dos principais nomes do cinema da França. Gérard Depardieu foi indicado ao Oscar por Cyrano, de 1990, e esteve também em O Homem da Máscara de Ferro, de 1998.

Outro papel marcante dele é o de Obelix nos filmes de Asterix e Obelix.

Gérard Depardieu nega acusação

Quando a acusação surgiu em 2018, Gérard Depardieu tinha se pronunciado através do advogado. O ator negou que tenha cometido os crimes.

Na época, o pronunciamento foi feito de forma objetiva. “Ele (Gerard) absolutamente nega qualquer assédio, estupro ou crime”, afirmou o profissional.

Após a nova informação, o advogado Herve Temime voltou a repetir o pronunciamento, apenas afirmando que o ator “nega as acusações”.

A AFP diz ainda que a vítima, que estaria na faixa dos 20 anos, teria sido abusada quando os dois ensaiavam uma cena juntos. Gérard Depardieu seria amigo da família da jovem.

A justiça francesa ainda não comenta quais são os próximos passos dentro do caso.