Sebastian Stan, o Bucky Barnes/Soldado Invernal na franquia Capitão América, comentou em entrevista à Entertainment Weekly as cenas de luta de Capitão América: Guerra Civil.

“As lutas são bem realistas. É tudo brutal, muito físico. Eu meio que senti que estava aprendendo a lutar de verdade, para ser sincero”.

O ator também falou sobre a sequência inicial do filme, centrada no seu personagem:


“[Guerra Civil] Praticamente começa depois daquela cena pós-créditos com ele em Soldado Invernal. Não exatamente no museu, mas um pouco depois disso. Nós vamos encontrar ele no meio de fazer uma significante e terrível descoberta sobre si mesmo e seu passado. E esse é o início do filme”.

Sobre a evolução de Bucky Barnes, Sebastian Stan contou que o amigo de Steve Rogers se tornará uma pessoa diferente após deixar de assumir a identidade de Soldado Invernal.

“Um dos maiores prazeres em interpretar esse papel é que nos três filmes que fiz parece que interpretei três pessoas diferentes. E [Capitão América 3] lida com o que aconteceu com Bucky. Quero dizer, que resultamos tivemos com a transformação dele em Soldado Invernal? Para mim, ele nunca voltará a ser Bucky Barnes. Existirá coisas que nós reconheceremos nele, mas suas experiências como Soldado Invernal sempre estarão lá, para atormentar Bucky. Ele reconhece seu passado, mas ao mesmo tempo também se torna uma espécie de novo personagem”.

Recentemente, os diretores de Capitão América 3 também falaram sobre as consequências da Guerra Civil para os heróis (leia aqui) e confirmaram a mudança da Lei de Registro de Super-Humanos em relação aos quadrinhos, que será chamada de Acordos de Sokovia no filme (entenda aqui), além de comentarem a relação entre Bucky Barnes – que muitos especulam ser o estopim da Guerra Civil – e Steve Rogers.

“O tema do filme é traição”, afirma diretor

Confira todos os segredos do trailer do filme

Veja mais de 60 imagens do primeiro trailer!

Capitão América: Guerra Civil chegará aos cinemas brasileiros em 14 de abril de 2016, inaugurando a Fase 3 da Marvel.

O filme começa onde Vingadores: Era de Ultron parou, com Steve Rogers liderando a nova equipe dos Vingadores em seus esforços contínuos para proteger a humanidade. Depois que outro incidente internacional envolvendo os Vingadores causa danos colaterais, o aumento da pressão política resulta na instalação de um sistema de responsabilidade e um conselho governamental para determinar quando solicitar os serviços da equipe.

Quando o governo então cria um órgão para supervisionar os Vingadores, o super time de heróis se divide em dois. Um liderado por Steve Rogers e seu desejo em manter os Vingadores livres para defender a humanidade sem interferência do governo, e o outro que segue a surpreendente decisão de Tony Stark em apoiar o governo na fiscalização de seus atos. Enquanto a equipe está fragmentada, surge um novo e nefasto vilão.

O elenco traz Chris Evans como Capitão América, Robert Downey Jr como Homem de Ferro, Tom Holland como Homem-Aranha, Frank Grillo como o vilão Ossos Cruzados, Chadwick Boseman como Pantera Negra, Scarlett Johansson como Viúva Negra, Sebastian Stan como Soldado Invernal, Anthony Mackie como Falcão, Jeremy Renner como Gavião Arqueiro, Elizabeth Olsen como Feiticeira Escarlate, Daniel Brühl como Barão Zemo, Emily VanCamp como Agente 13, Don Cheadle como Jim Rhodes/Máquina de Combate, Paul Bettany como Visão, Paul Rudd como Homem-Formiga, William Hurt como General Ross e Martin Freeman.

Confira as oito maiores lutas do filme

10 coisas que você precisa saber sobre Guerra Civil

A direção ficou a cargo ds irmãos Joe e Anthony Russo, de Capitão América: Soldado Invernal e que vão assumir Os Vingadores 3.