Chris Rock, o apresentador do Oscar 2016, se colocou no meio de uma polêmica ao rebater as acusações de Jennifer Lawrence sobre sexismo em Hollywood.

Em outubro do ano passado, a estrela das franquias X-Men e Jogos Vorazes escreveu um artigo protestando contra o fato de homens ganharem muito mais que mulheres na indústria cinematográfica.

No entanto, segundo Rock, “Mulheres negras têm os piores trabalhos no show business”.


“Você ouve Jennifer Lawrence reclamando sobre receber menos por ser mulher, mas se ela fosse negra, aí ela realmente teria algo pra reclamar”, disparou o comediante em entrevista ao New Yorker.

“Quando a Sony foi hackeada e eu descobri o quão menos eu ganhava em relação às sortudas pessoas com paus, eu não fiquei zangada com a Sony. Eu fiquei com raiva de mim mesmo. Eu falhei como um negociador porque eu desisti cedo. Eu não queria continuar lutando por milhões de dólares que, francamente, devido a duas franquias [Jogos Vorazes e X-Men], eu não precisava lutar. Mas eu estou cansada de procurar um jeito de dizer minha opinião de maneira ‘adorável’ e ainda ser simpática. Fod*-se isso!”, desabafou Lawrence na época.

Chris Rock fez os comentários para um perfil da atriz afro-americana Leslie Jones na revista. Os dois se conheceram durante um show de comédia nos anos 1980 e Rock ajudou Jones a conseguir entrar na atual formação do humorístico Saturday Night Live, após 25 anos com ela tendo dificuldades de ganhar um papel de destaque.

“Eu a mencionei para vários agentes e empresários ao longo dos anos. Todo mundo disse não. Lorne [Michaels, o criador do SNL], porque ele é o melhor no que faz, foi o único que a enxergou. Eu acho que ele não contratava um membro do elenco da idade dela há muito tempo”, disse Rock.

Leslie Jones, a integrante mais velha de todos as formações do SNL, também será vista este ano no reboot feminino de Caça-Fantasmas.