Ridley Scott ficou marcado por dirigir diversos filmes com mulheres fortes na história. Mas foi por pouco que o cineasta não deixou passar o roteiro de Thelma e Louise para as mãos de outro diretor. Também produtor do filme, Scott revelou ao Entertainment Weekly, que só resolveu assumir a direção após quatro recusas e um pedido especial de uma atriz.

“Michelle Pfeiffer disse, ‘Por que você não cai na real e decide dirigir isto você mesmo?”, revelou o diretor. Apesar da dica dada, Michelle não participa do filme estrelado por Geena Davis e Susan Sarandon. Porém, a atriz foi um dos vários nomes pensados para protagonizar o longa antes da escolha oficial.

O que deixou Scott e outros vários diretores com medo de dirigir o filme foi o roteiro inovador e ganhador do Oscar de Callie Khouri. “A igualdade das mulheres nunca foi uma questão para mim – as mulheres são minhas iguais, e algumas delas são mais inteligentes do que eu”, iniciou. “Eu li o roteiro e perguntei a Callie, que conhecia cada centímetro e consoante, isso realmente acontece?”, revelou.


Ridley Scott foi indicado ao Oscar de melhor direção de 1991 com o longa.