A Academia do Oscar anunciou nessa sexta (27) que deve elaborar nos próximos meses um “código de conduta” restrito para seus membros a fim de evitar casos como o de Harvey Weinstein, produtor múltiplas vezes premiado que foi acusado por mais de 50 mulheres de assédio sexual.

Mas pelo que parece, o famoso produtor não será perdoado na apresentação da cerimônia. De acordo com Jimmy Kimmel, que será o apresentador pelo segundo ano consecutivo, ele tocará no assunto de uma maneira diferente.

Jimmy relatou ao Page Six que nessa cerimônia do Oscar ele falará do assunto relevando a importância que ele deve ter e não perderá sua veia cômica, mas tratando com a seriedade que ele merece, e lembrando que algumas pessoas que estarão presentes provavelmente sofreram algum tipo de abuso de Harvey.


A 90ª cerimônia de entrega do Oscar será realizada no dia 4 de março de 2018. O anúncio oficial dos indicados está marcado para 23 de janeiro.