O ator Armie Hammer, protagonista do aclamado filme Me Chame Pelo Seu Nome, ficou feliz pelo fato do filme Liga da Justiça: Mortal nunca ter saído do papel.

O projeto foi colocado em desenvolvimento em 2007 pela Warner Bros, quando decidiu chamar George Miller, o diretor de Mad Max para dirigir o filme. Porém, com os altos custos previstos e pelo roteiro escrito, o estúdio decidiu cancelar o filme antes mesmo da produção começar.

Desde então, alguns detalhes foram publicados em notícias. A intenção do filme era não estar relacionado à saga Cavaleiro das Trevas, de Christopher Nolan, e que teria o ator Armie Hammer como o jovem Bruce Wayne/Batman. Outras pessoas cotadas para o elenco eram o rapper Common como John Stewart/Lanterna Verde, D.J. Cotrona como Superman e Anton Yelchin como Flash.


Em entrevista ao site Vulture, Armie mostrou alívio: “Por um longo tempo, eu estava pensando: ‘Que ótimo que nunca deu certo!’. Como um ator de 31 anos que passou por muita coisa desde os 19, eu não queria ver um Batman de 19 de anos. Era tipo: ‘Com quem esse moleque rico e mimado iria brincar de herói?'”, completou o ator.