O diretor dos dois Guardiões da Galáxia, James Gunn, contou à Vanity Fair que fazer o primeiro filme do grupo, em 2014, não foi tão fácil quanto o segundo – e tudo por conta de uma diferença chave no corpo criativo da Marvel.

Sob a direção de Ike Perlmutter, uma figura polêmica no mundo do entretenimento, a Marvel tinha um “Comitê Criativo” para enviar notas e sugestões aos diretores que, no fim das contas, se traduziam como ordens.

“Eles me mandaram umas notas muito bizarras, coisas aleatórias. Eles não queriam que eu usasse música antiga, dos anos 70 e 80, e aquilo era obviamente grande parte do desenvolvimento do meu roteiro, a trilha-sonora”, contou Gunn.


A trilha de Guardiões da Galáxia, Awesome Mix Vol. 1, acabaria ser tornando uma das mais vendidas e celebradas da Marvel.

Os Guardiões marcarão presença em Vingadores: Guerra Infinita, que chega aos cinemas em 3 de maio de 2018, com a continuação marcada para 2 de maio de 2019.

Já Guardiões da Galáxia Vol. 3, que já tem um roteiro quase finalizado, deve chegar aos cinemas só em 2020.