Mais uma pessoa envolvida no filme Kill Bill resolveu se pronunciar em relação às filmagens de uma cena que acidentou a atriz Uma Thurman. Keith Adams, o coordenador de dublês do longa, resolveu revelar mais detalhes da produção, e explicou em entrevista ao The Hollywood Reporter que não estava presente quando a cena fatídica foi gravada.

Segundo Adams, que já trabalhou em filmes como Homem-Aranha e A Identidade Bourne, ele acabou sendo excluído da gravação da cena, junto de outros dublês do longa. “Nenhum dublê foi chamado para trabalhar no dia do acidente da Sra. Thurman. Em nenhum momento eu fui avisado ou consultado de um cena na qual ela dirigiria um carro. Todo o nosso departamento havia sido dispensado” revelou.

Ele ainda alega que o acidente não teria ocorrido ““se eu estivesse envolvido nessa cena. Eu teria não apenas insistido para a presença de um motorista profissional dirigindo o carro, mas também buscado ter certeza de que o carro estava seguro e preparado para ser conduzido naquela estrada”.


O acidente foi revelado por Thurman em um artigo ao The New York Times. A atriz diz já ter perdoado o diretor Quentin Tarantino, que por sua vez acredita que o acidente foi um dos seus maiores erros.