Há dois anos, a HBO lançou o que chamou de The Queer Culture Project, entrevistando 100 influenciadores LGBTQ para descobrir quais assuntos eram mais importantes para a comunidade. Uma das descobertas do estudo, de acordo com Jackie Gagne, do marketing multicultural na rede, foi a necessidade de “espaços claramente queer” onde as pessoas LGBTQ pudessem se encontrar para trocar idéias.

Então, neste verão, é exatamente isso que a HBO está lhes dando, em Provincetown, Massachusetts – uma meca gay localizada na ponta de Cape Cod – onde em 2 de julho as portas se abrirão para o The Studio, um espaço de sete semanas comunitário que vai sediar aulas, oficinas, exibições, festas e aparições de talentos de shows da HBO como Westworld e Big Little Lies.

No momento não há muitos personagens gays nos shows da HBO, mas isso também pode acabar mudando. A atriz Evan Rachel Wood sugeriu uma subtrama gay no Westworld em um futuro próximo. “Como uma pessoa queer, eu quero mais”, ela disse.


Gagne acrescenta: “(Provincetown) é o destino queer número um nos Estados Unidos, e é uma ótima oportunidade e cenário perfeito para alcançarmos a comunidade LGBTQ e fazer isso de uma maneira muito eficaz e orgânica.”