O elenco inteiro de Guardiões da Galáxia está clamando para a Disney recontratar James Gunn. O diretor foi demitido há alguns dias após tweets antigos com piadas de gosto duvidoso terem sido resgatados.

Hoje, em entrevista para a TMZ, Sean Gunn explicou a razão de ter saído em defesa do diretor, que também é seu irmão, após o episódio traumático:

“Não estou preocupado em descobrir o que uma companhia gigantesca de mídia pretende fazer sobre o assunto, mas estou feliz por ter apoiado meu irmão. E estou tão feliz quanto em ver outras pessoas o apoiando. Muitas mentiras foram ditas sobre ele e creio que a maioria das pessoas imagina que essas informações sejam mesmo mentiras. São pessoas que apenas desejam destruir a reputação dele. Apenas quero ver o que fãs dirão daqui para a frente. Espero que todos parem e escutem um pouco antes de falarem sobre isso. O manifesto fala por si próprio.”, contou.


Rumor indica que funcionários da Disney querem James Gunn de volta.

Até agora a Disney não adereçou o assunto sobre recontratar James Gunn como diretor e roteirista para Guardiões da Galáxia Vol. 3.

Previsto para estrear em 2020, o longa teria a produção iniciada no primeiro trimestre de 2019, mas com a demissão súbita do antigo diretor, é provável que a obra seja adiada, pois há chances do substituto ter que reescrever o roteiro inteiramente.

Os fãs poderão rever os Guardiões da Galáxia no próximo longa dos Vingadores com estreia prevista para abril de 2019.