A expectativa para ver X-Men: Fênix Negra nos cinemas é grande, pela responsabilidade de fazer jus a uma das maiores sagas dos quadrinhos dos mutantes.

Durante entrevista ao Screenrant na New York Comic-Con, o diretor e roteirista Simon Kinberg garantiu que o novo filme vai acertar onde X-Men: O Confronto Final falhou, que é tornar Jean Grey (Sophie Turner) o centro da história.

“A maior lição que aprendemos de X-Men: O Confronto Final, ou X3, era que se você ia contar uma história da Fênix, conte uma história da Fênix. Não faça isso a subtrama do filme. Faça a trama do filme. Então nesse filme, Jean/Fênix é o centro absoluto, como você vê no cartaz principal. Ela é o centro. O filme é sobre ela. O filme é sobre sua crise e o modo como afeta todas as pessoas ao seu redor. Alguns que a amam. Alguns que a veem como inimiga. Alguns que se aproveitam dela. Mas ela está no centro disso tudo”, garante Kinberg.


“Então a lição que aprendemos foi contar a história da Fênix Negra do jeito que originalmente foi contado. E foi contada em outras inteirações, seja em versões dos quadrinhos ou desenhos animados, ela sempre foi o centro. Sempre foi sobre sua quebra emocional e psicológica e todas as coisas que ela quebrou no processo”, explica o diretor.

X-Men: Fênix Negra | Sophie Turner diz que novo filme é “diferente de todos os outros X-Men”

O novo filme dos X-Men no cinema vai adaptar a famosa saga da Fênix Negra, que inclui Jean Grey, vivida por Sophie Turner, afetada por uma entidade cósmica letal.

O elenco conta ainda com os retornos de James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Alexandra Shipp, Tye Sheridan, Evan Peters e Kodi Smit-McPhee. Jessica Chastain vive a vilã do filme.

X-Men: Fênix Negra estreia nos cinemas no dia 7 de junho de 2019.