Em uma matéria para a Entertainment Weekly nesta sexta-feira (21), o diretor Guy Ritchie falou sobre seu aguardado remake live-action para o clássico Aladdin, da Disney.

O diretor britânico falou sobre sua abordagem para o visual e o físico do Gênio da Lâmpada, que será vivido por Will Smith na nova versão.

“Há um tipo de fisicalidade particular com o qual eu cresci que me chamava atenção, aquele visual do fisioculturista dos anos 70 – não provocado por esteroides, mas que levantava diferentes quantidades de peso e comia variadas quantidades de comida – então eu queria um gênio definido, que parecesse ser capaz de mover as coisas”, explica Ritchie.


“Eu queria um semi-deus tradicional, alguém que parecesse um pai grande e forte. Eu não queria um gênio que também só parecesse que pudesse comer, que é geralmente como você acaba fazendo. Eu queria um pai musculoso dos anos 70 – ele era grande o bastante para você sentir a força, mas não tão muscular para parecer que ele contava as calorias, e formidável o bastante para você saber quem é quando ele entra em uma sala”, finaliza o diretor.

Aladdin | Will Smith e elenco aparecem em vídeo dos bastidores do remake live-action

Sob direção de Guy Ritchie (Sherlock Holmes), o filme recontará a história do pobre garoto Aladdin (Mena Massoud) que tem apenas como sua família o macaquinho Abu. Depois de conhecer e se apaixonar pela princesa Jasmine (Naomi Scott), Aladdin encontra um lâmpada mágica, lar de Gênio (Will Smith), que o ajuda a conquistar o coração da amada.

Alan Menken assina a trilha sonora de Aladdin – ela já é velho de casa na Disney, tendo trabalhado em animações como Pocahontas, A Pequena Sereia, A Bela e a Fera, e também no clássico Aladdin. Já Benj Pasek e Justin Paul contam em seu currículo com La La Land: Cantando Estações.

Aladdin estreia em 23 de maio de 2019 no Brasil.