A recepção do trailer de Brexit, filme que fala sobre o processo de saída do Reino Unido da União Europeia, recebeu fortes críticas do público e principalmente, de jornalistas.

Os principais motivos são de que o processo ainda está acontecendo e de que a campanha a favor do Brexit está em investigação no momento. Para os britânicos, a HBO, que produz o longa, pode estar interferindo em uma ação que está na justiça.

Brexit promete acompanhar Dominic Cummings, interpretado por Benedict Cumberbatch, que é o diretor da campanha Vote Leave. O filme quer mostrar os bastidores e articulações do grupo que saiu vitorioso de um pleito em 2016.


Brexit | Benedict Cumberbatch articula a saída do Reino Unido da União Europeia no trailer oficial do filme

No entanto, na justiça britânica, a Vote Leave está sendo acusada de ter gasto 8,8 milhões de libras em anúncios. É mais do que a lei local permite. Além disso, as estratégias, que contam com publicidade em redes sociais, são alvos de discussões no Reino Unido. Até por isso, o pleito não foi validado.

“F*da-se, HBO. Imagine se estivéssemos fazendo isso com Trump. Vocês estão interferindo no nosso sistema judiciário”, reclamou a premiada jornalista do Guardian, Carole Cadwalladr.

Além disso, a jornalista acusa que uma das produtoras, a House Productions, é propriedade de Len Blavatnik. O empresário é um dos principais doadores de campanhas e ventos de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos.

A HBO ou as produtoras ainda não comentaram o assunto.

Brexit vai ao ar no dia 19 de janeiro de 2019, pela HBO.