Roma é um dos filmes favoritos para a edição desse ano do Oscar. O filme da Netflix está fazendo o maior sucesso no mundo todo, no entanto, uma decisão dos serviços de distribuição espanhol não agradou nada ao diretor Alfonso Cuarón.

DGA Awards 2019 | Nasce Uma Estrela, Roma e mais são indicados ao prêmio do Sindicato de Direção

O filme está sendo exibido na Espanha com legendas em espanhol, mesmo sendo gravado completamente na mesma língua. A diferença é que as legendas convertem o espanhol mexicano em espanhol castelhano.


“Eu considero extremamente ofensivo para o público espanhol que Roma ganhou legendas em espanhol castelhano. Eu acho tudo isso muito, muito, muito ridículo. Eu não preciso de legendas em espanhol mexicano para entender os filmes do Almodóvar. Essa atitude é paroquiana, ignorante e ofensiva para os próprios espanhóis. Uma das coisas que eu mais gosto é a cor e textura dos sotaques de diferentes povos”, declarou o diretor, em entrevista para o jornal El País.

A justificativa utilizada pelos serviços de divulgação é que o povo espanhol não compreenderia certas expressões e regionalismos utilizados no longa.

Ambientada no México, Roma gira em torno de uma jovem trabalhadora doméstica, Cleo (Yalitza Aparicio), que trabalha para uma família de classe média. Cercada pelos seus colegas de trabalho, família e filhos, Cleo luta para encontrar a felicidade em um ambiente de amor e solidariedade dentro de sua comunidade, tudo enquanto enfrenta os problemas da hierarquia social e os preconceitos sofridos pela sua classe.

Roma é o primeiro longa de Alfonso Cuarón desde que ganhou o Oscar de Melhor Diretor por Gravidade. O mexicano também assina o roteiro, a direção de fotografia e divide o crédito de montagem.

Roma já está disponível na Netflix.