Anton Yelchin, que faleceu em 2016 por conta de um acidente de carro, completaria 30 anos nesta segunda-feira (11). Para Entertainment Weekly, familiares e os responsáveis por um documentário sobre o ator relembraram o famoso.

A obra Love, Antosha dá igual atenção a carreira e a vida de Anton Yelchin. Críticos de Hollywood adoravam o ator, que de uma estrela juvenil, começava a ser um dos artistas mais promissores da indústria.

“Há todo um público que precisa aprender mais sobre Anton. Eu me encontrei com Viktor e Irina (pais do ator) e eles começaram a me contar diversas histórias sobre Anton, e eu me prendi logo no primeiro dia. Eu sabia que a história precisava ser contada”, afirmou o diretor Garret Price.


Família de Anton Yelchin chega a acordo com fábrica de carros após acidente fatal

Os pais do ator tinham procurado Drake Doremus, que trabalhou com Anton Yelchin em Loucamente Apaixonados, para realizar o documentário. O diretor sentiu-se muito próximo da família para fazer a obra e teria um olhar muito pessoal, então recomendou Price.

“Ele era uma das pessoas preferidas da minha vida. Eu amei ele muito e nós tivemos uma experiência que mudou as nossas vidas, então eu quis ajudar no filme e fazer ele acontecer”, disse Doremus sobre o documentário.

Price conduziu mais de 60 entrevistas, com amigos, colaboradores e familiares para contar a vida de Anton Yelchin. A primeira exibição aconteceu no Festival de Sundance.

“Todos disseram, obrigado por me deixar fazer parte do filme”, relatou Viktor. “Eles se sentiram honrados porque todos queriam ver ele vivo”, completou Irina.

Apesar da obra estar pronta, Love, Antosha ainda não tem data para uma estreia comercial nos cinemas ou para exibição na TV.