A cena do sacrifício da Viúva Negra em Vingadores: Ultimato foi um dos momentos mais chocantes do Universo Cinematográfico Marvel.

Além de chocante, a escolha de matar a personagem também foi polêmica já que, além de ser uma das protagonistas da equipe, também era a primeira heroína do MCU.

Em recente entrevista à Vanity Fair, os roteiristas Stephen McFeely e Christopher Markus comentaram os bastidores desse momento.


“Não sem alguma controvérsia, certamente pensamos muito sobre isso. Sabíamos que estávamos matando a primeira heroína do Universo Marvel. Estupidamente, criamos essas regras no primeiro filme – alguém tem que cair do penhasco. Então tivemos que decidir.

A propósito, você tinha que amar facilmente a pessoa ao seu lado, então não poderíamos enviar Steve Rogers e Hulk. Portanto, é um enigma criado por nós mesmos, mas parecia que era a resolução de seu arco, que se ela pudesse se sacrificar por sua nova família e por metade do universo, isso valeria a pena para ela”, disse McFeely.

Ele ainda acrescentou, revelando qual foi o único arrependimento da equipe ao desenvolver essa cena:

“Estou realmente orgulhoso desse momento. Não me arrependo. O único arrependimento é que ele chegue ao final do Ato Dois. Portanto, você não pode realmente ficar triste porque temos mais uma hora de filme e não resolvemos o problema da trama. Então essa é a desvantagem.”

Vingadores: Ultimato chegou aos cinemas em 25 de abril deste ano, e alcançou a maior bilheteria da história do cinema, faturando US$ 2,796 bilhões.