Não demorou muito para que Frozen 2 se tornasse um sucesso genuíno da Disney, já quebrando vários recordes de bilheteria.

A sequência dominou todos os mercados em que estreou até agora, mas há um país que tem pessoas em pé de guerra sobre quantos cinemas estão exibindo o filme.

Uma organização não governamental na Coréia do Sul, chamada Comitê de Bem-Estar Público, apresentou uma queixa junto a promotores locais contra a Walt Disney Company no fim de semana, de acordo com o The Hollywood Reporter.


A denúncia alega que Frozen 2 violou um ato do país dominando completamente a quantidade de cinemas em que está sendo exibido. A animação está atualmente em 88% das telas de cinema em todo o país.

A exibição em 88% das telas certamente valeu a pena para a Disney, pois Frozen 2 arrecadou US$ 61,2 milhões na Coréia desde a estréia em 23 de novembro. Isso o torna o terceiro maior mercado mundial para o filme, atrás da América do Norte e China.

O Comitê argumenta que esse tipo de domínio de um único filme elimina a capacidade de um espectador de escolher o que gostaria de ver.

“A Disney tentou monopolizar telas e buscar grande lucro a curto prazo, restringindo o direito de escolha do consumidor”, diz a denúncia. O estúdio ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Frozen 2 já está em exibição em vários países pelo mundo. Vale lembrar que no Brasil, o filme chega apenas em 2 de janeiro de 2020.