O polêmico filme de terror de 2011 Megan Is Missing ressuscitou dos mortos, graças ao TikTok. Nos últimos dias, muitos usuários têm postado sobre a descoberta do filme e suas reações após assisti-lo, com um TikToker chamando-o de “traumático” e outro dizendo: “Estou com medo de sair agora.”

O filme também começou a ser tendência no Twitter, recebendo mais de 55 mil tuites recentes, com comentaristas discutindo sobre suas cenas e temas intensos.

Se você encontrou o título nas redes sociais, pode estar confuso sobre toda a discussão em torno de Megan Is Missing. Como é a história? Por que o longa é tão controverso? O Observatório do Cinema vai explicar abaixo.


Filme polêmico

Escrito e dirigido pelo cineasta americano Michael Goi em um estilo de filmagem encontrada, Megan Is Missing conta a história de duas melhores amigas adolescentes, Megan Stewart (Rachel Quinn) e Amy Herman (Amber Perkins) em North Hollywood, Califórnia.

Depois que Megan começa a conversar com um garoto que ela conheceu on-line, ela desaparece, levando Amy por um caminho traiçoeiro na esperança de encontrá-la.

Goi, que mais tarde trabalhou em American Horror Story e O Mundo Sombrio de Sabrina, rodou o filme originalmente em 2006. No entanto, ele não encontrou distribuição até 2011, quando Anchor Bay Films deu-lhe um lançamento no cinema limitado.

Megan Is Missing foi oficialmente banido na Nova Zelândia, com o Office of Film and Literature Classification do país descrevendo-o como “questionável”.

“O longa-metragem retrata a violência sexual e a conduta sexual envolvendo jovens em tal extensão e grau, e de tal maneira, que a disponibilidade da publicação provavelmente será prejudicial ao bem público”, escreveu a agência do governo.

Os críticos de cinema também criticaram a representação das personagens principais do filme, a atuação de artistas inexperientes e a sexualização excessiva das jovens protagonistas.

“O motivo de Goi foi inquestionavelmente positivo – ele é um cara legal que realmente queria salvar a vida de crianças -, mas isso não impediu Megan Is Missing de ser descartado como pornografia de tortura: no final das contas, ainda parece um filme de exploração”, disse a estudiosa de cinema Alexandra Heller-Nicholas.

No Brasil, Megan Is Missing nunca teve uma distribuição oficial, portanto atualmente não está disponível nem mesmo em plataformas para compra ou aluguel de filmes.