Há muito território inexplorado no MCU entre Thanos estalando os dedos em Vingadores: Guerra Infinita e os eventos principais de Vingadores: Ultimato cinco anos depois.

Como o último filme explica, Bruce Banner passou pelo menos 18 meses desse período experimentando com radiação gama, o que lhe permitiu fundir com sucesso sua consciência com a forma física de Hulk.

A questão é: o que ele fez durante os 42 meses restantes? Uma postagem em um fórum do Reddit do Marvel Studios teoriza que Hulk se remodelou como uma celebridade da ciência após o Estalo e até lançou seu próprio canal educacional de ciências no YouTube para crianças do ensino fundamental.


A teoria dos fãs é baseada principalmente na cena em Vingadores: Ultimato onde Hulk, enquanto se encontra com os Vingadores restantes para discutir o uso da viagem no tempo para desfazer as ações de Thanos, é abordado por alguns jovens fãs.

Ele passa a posar para uma foto com eles, solta sua nova frase de efeito e diz a eles para “escutarem sua mãe”. Em outras palavras, ele age como um professor de escola bobo.

Nova carreira?

A teoria especula que a série real se chama “Professor Hulk”, então vale a pena apontar que as crianças nesta cena de Vingadores: Ultimato se referem a Hulk como “Sr. Hulk”, não “Professor Hulk”.

Então, novamente, Hulk ainda pode ter seu próprio programa no estilo de Bill Nye the Science Guy, que não o identifica como um professor, deixando espaço para as crianças tratarem dele dessa forma.

Algo semelhante poderia ser dito sobre sua frase de efeito “Hulk Saindo”, visto que não soa necessariamente como algo que um instrutor de ciências on-line diria. Por outro lado, não é difícil imaginar que poderia vir a se referir à ideia de ser inteligente e estudioso como o Hulk, à luz de sua nova e aprimorada imagem pública.

Por mais agradável que seja a ideia de Hulk ser um especialista em ciência desajeitado que ensina crianças, não há realmente nada em Vingadores: Ultimato que apoie essa teoria, exceto o diálogo ridículo na cena mencionada.

No entanto, também não há nada que contradiga necessariamente a ideia. Além disso, fica claro em todo Vingadores: Ultimato que Hulk perdeu completamente o gosto pela violência e prefere evitar lutar, a menos que seja absolutamente necessário.

A ideia de ele passar seus dias tentando ajudar a reconstruir a sociedade, educando as crianças que seguem o Estalo faria muito mais sentido do que ele dedicando seus esforços à luta contra o crime por conta própria.

Há uma cena excluída de Vingadores: Ultimato que mostra o Hulk pulando telhados para resgatar alguns cidadãos que estão presos em um prédio em chamas, mas mesmo isso não exclui a possibilidade de Hulk ensinar crianças no YouTube entre um ato ocasional de super heroísmo.

Na verdade, também se encaixaria com a ideia de que Hulk renunciou à violência depois que ele e Banner se fundiram e, a partir de então, apenas tentou melhorar a sociedade de outras maneiras mais pacíficas.

Ainda assim, se Mark Ruffalo reprisar seu papel como Hulk durante a próxima série Mulher-Hulk no Disney+, como ele está supostamente em negociações para fazer, talvez o seriado leve essa teoria em consideração e mostre a série no MCU do Professor Hulk no YouTube. Coisas mais loucas aconteceram, certo?

Dirigido por Joe e Anthony Russo, Vingadores: Ultimato é estrelado por Robert Downey Jr. como Homem de Ferro, Chris Evans como Capitão América, Mark Ruffalo como Bruce Banner, Chris Hemsworth como Thor, Scarlett Johansson como Viúva Negra, Jeremy Renner como Gavião Arqueiro, Brie Larson como Capitã Marvel, Paul Rudd como Homem-Formiga, Don Cheadle como Máquina de Combate, Karen Gillan como Nebula, Danai Gurira como Okoye, Bradley Cooper como Rocket Racoon, Gwyneth Paltrow Pepper Potts, Jon Favreau como Happy Hogan, Benedict Wong como Wong, Tessa Thompson como Valquíria e Josh Brolin como Thanos.