Keanu Reeves e Sandra Bullock trabalharam juntos em Velocidade Máxima, de 1994 e compartilham uma história engraçada sobre o teste do ator para o papel.

Em entrevista a Benjamin Svetkey, da EW, Sandra Bullock contou sobre o teste de Reeves para o papel.

“Eu tive de ler o roteiro para Velocidade Máxima, para ter certeza que existia química entre eu e Keanu”, explicou a atriz. “Tivemos de fazer essas cenas bem físicas juntos, rolando no chão e esse tipo de coisa”.


“Em determinado ponto, Keanu esbarrou em mim e meio que encostou na minha bunda. Eu perguntei a ele, ‘você está sentindo para ver como é?’. Ele entrou em pânico e ficou dizendo, ‘Não! Eu não estava!’. Eu respondi, ‘relaxa, Keanu. Eu estou brincando'”.

Depois desse momento constrangedor para Keanu Reeves, os dois logo se tornaram próximos e ambos só têm elogios um ao outro.

Problema entre Keanu Reeves e a Warner

A decisão histórica da Warner em lançar seus filmes simultaneamente no HBO Max (plataforma de streaming do estúdio) e nos cinemas causou grande impacto no mercado, desagradando grande parte da indústria. Dentre aqueles que se sentiram lesados, está Keanu Reeves.

Conforme matéria de Brooks Barnes e Nicole Sperling, no NY Times, Gal Gadot e Patty Jenkins – estrela e diretora de Mulher-Maravilha 1984, respectivamente – foram consultadas antes da mudança. Tal cortesia não foi estendida para outros astros e diretores.

Não bastasse isso, elas foram supostamente pagas milhões de dólares como compensação pela inevitável queda na bilheteria ocasionada pelo lançamento duplo. Isso também não foi oferecido a astros como Keanu Reeves, Denzel Washington, Margot Robbie, Will Smith, Hugh Jackman e Angelina Jolie.

Reportagens recentes indicam que os representantes de cada uma dessas estrelas renomadas estão exigindo saber por que apenas a equipe de Mulher-Maravilha 1984 recebeu esse aparente tratamento preferencial.

Além disso, o Sindicato de Diretores dos EUA (DGA) estaria considerando um boicote à Warner, somado a uma ação jurídica da Legendary Pictures, que teria recebido um aviso prévio de apenas 30 minutos acerca da mudança no lançamento de Godzilla vs. Kong.

“Por muito tempo a Warner Bros foi conhecida como a melhor casa para pessoas talentosas e isso era uma significativa vantagem competitiva”, declarou Michael Nathanson, fundador da companhia MoffettNathanson, de análise midiática. “Com essa mudança, eles alienaram justamente o talento que trabalharam tanto para atrair. Essas pessoas não são engenheiros que você pode substituir”.

Resta aguardar para saber se Keanu Reeves, que estrela Matrix 4, tomará alguma medida judicial junto de outros astros do estúdio.