A pandemia do coronavírus (covid-19) também revela uma crise moral em muitos países. Isso acontece quando pessoas tentam furar a fila da vacinação.

Nos Estados Unidos, a Variety revelou que executivos e nomes de Hollywood estão oferecendo subornos para médicos. Os valores seriam de US$ 10 mil, algo que vale quase R$ 55 mil.

O site conversou com executivos de Hollywood, que não tiveram os nomes revelados, e com médicos. Um dos profissionais da indústria afirmou que “é como Jogos Vorazes lá fora”.


Ao que parece, essas pessoas pretendem fazer de tudo para conseguir a vacina antes da hora. O médico Robert Huizenga, que fez as primeiras alegações, relatou o cenário descoberto.

Nomes de Hollywood estariam “desesperados para serem vacinados”. O suborno também não seria a única prática usada.

“Temos recebido ofertas. Temos visto pessoas pegando aviões para todos os lados, pessoas tentando se passar por profissionais de saúde ou dizendo ser enfermeiros particulares para conseguirem a vacina antes”, afirmou o médico.

Clima de Jogos Vorazes

Para o site, o médico, porém, culpou o plano de vacinação criado para os Estados Unidos. O profissional o definiu como “horrendo”.

A Variety afirma que um dos nomes envolvidos no escândalo é o produtor musical Irving Azoff. Aos 73 anos, ele seria do grupo prioritário – mas decidiu não esperar.

Azoff e outros estariam até procurando um neurocirurgião que estaria desviando vacinas para o esquema. O produtor confirmou que foi vacinado, mas não disse se pelo plano do governo ou da forma que a matéria alega.

Outros famosos estariam ainda pressionando o Centro Médico da Universidade da Califórnia em Los Angeles. Os poderosos querem furar a fila por fazerem doações à instituição. A UCLA afirmou que isso não é critério para vacinação.

A comparação com Jogos Vorazes surge porque a história do filme é centrada em um torneio mortal. Nele, jovens dos distritos desse mundo distópico competem até a morte em um evento anual.

Isso leva a uma rebelião contra comandantes corruptos de Jogos Vorazes. Os filmes podem ser conferidos em plataformas digitais.