Soul é o primeiro filme da Pixar a contar com um protagonista negro. A animação está causando polêmica internacionalmente em razão do seu elenco de dublagem.

Em Portugal, o personagem principal de Soul é dublado por um ator branco, o que descaracteriza o filme e tira a necessária representatividade tão almejada no filme.

Em resposta a essa escolha infeliz do elenco de dublagem, foi criada uma petição pedindo por uma redublagem do filme, dessa vez sendo apropriadamente dublado por atores negros.


“Reclamamos por uma nova versão Portuguesa do filme ‘Soul’ da Disney e Pixar, respeitando a intenção original e reconhecendo a importância histórica deste momento. Porque este filme não é apenas mais um filme e o que ele representa importa”, diz o texto da petição.

Os organizadores da petição são: Ana Sofia Martins, Dino D´Santiago, Mamadou Ba, Mayra Andrade, Nástio Mosquito, Pedro Coquenão e Sara Tavares.

Dino D’Santiago já havia reclamado nas redes acerca da dublagem de Soul, em publicação no Instagram. Veja abaixo.

Soul está no Disney+

De uma maneira leve, a casa do Mickey Mouse explora um dos maiores mistérios da humanidade. O que acontece depois da morte? 

Na animação, o professor e músico Joe Gardner, que tem a voz de Jamie Foxx na versão internacional, chega em um lugar chamado You Seminar, o local onde as almas estão. O personagem sofre um acidente logo após conseguir o emprego dos sonhos. 

Por lá, Joe encontrará 22, uma alma que já é adolescente e evita a Terra. A voz da personagem é de Tina Fey.

A direção do longa é de Pete Docter, o criador do sucesso Divertida Mente (2015), ao lado de Kemp Powers.

Soul pulou o cinema por causa da pandemia do coronavírus e está no Disney+. O serviço já está disponível no Brasil.