O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final é frequentemente mencionado na pequena lista de sequências que podem melhorar o original.

Arnold Schwarzenegger e Linda Hamilton voltaram, com os novos membros do elenco Edward Furlong como o jovem John Connor e Robert Patrick como o mais recente modelo T-1000 de Exterminador. O escritor/diretor James Cameron queria Denzel Washington no filme, mas Washington recusou o papel.

Em uma entrevista de 1992 para Malcolm X, Washington explicou exatamente porque ele não queria nenhuma parte de O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final, ou pelo menos não o papel que Cameron estava oferecendo. Joe Morton conseguiu o papel de Miles Dyson.


Em 1991, Denzel Washington não era bem a estrela de cinema que é hoje. Ele deu o salto com sucesso de St. Elsewhere na TV para o cinema.

Ele ganhou uma indicação ao Oscar por seu papel coadjuvante em Tempo de Glória. Ele estrelou filmes como Mais e Melhores Blues, Sem Limites para Vingar, Mississippi Masala e O Poderoso Quinn antes de interpretar Malcolm X no filme de Spike Lee.

Denzel Washington não era, ainda, um astro conhecido mundialmente.

Ele ganharia o Oscar de Melhor Ator pelo altamente citado Dia de Treinamento de 2001 e se tornaria um fenômeno tão grande que Jay Pharoah personificou seu filme no Saturday Night Live.

Papel recusado

Quando Washington falou com a Premiere Magazine em 1992 para Malcolm X, ele não mediu as palavras sobre seus sentimentos sobre o papel de O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final.

“Sem querer ofender Jim Cameron, mas quando li o roteiro, pensei: ‘Tudo o que ele faz é parecer assustado e suado’”, disse Washington à revista.

“Eu tive que recusar. Não sei se tenho espaço para envergonhar a mim mesmo, ou às pessoas, por meio do meu trabalho. Um roteiro chega até você. Você toma uma decisão sobre isso.”

No Brasil, O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final está agora disponível no Amazon Prime Video.