O jornalista e apresentador William Waack viu-se em maus lençóis na tarde de ontem (quarta-feira, 8), após o vazamento de um vídeo em que destila comentários racistas, enquanto se preparava para uma cobertura ao vivo na Globo.

Waack estava em frente à Casa Branca, acompanhado do comentarista Paulo Sotero, e mostrou-se incomodado com o som alto de uma buzina, vindo da rua. “Tá buzinando por quê, seu merda do cac***? Você é um… Não vou nem falar”, dispara o líder da bancada do “Jornal da Globo”, parecendo completar, em tom mais baixo: “É preto. É coisa de preto”.

Poucas horas depois de ter caído na rede, o vídeo já trazia sérias dores de cabeça a Waack. A Globo determinou o afastamento do jornalista do comando do telejornal até que a situação mostrada seja esclarecida. A emissora carioca acrescentou ainda que é “visceralmente contra o racismo” e reiterou um pedido de desculpas de William pelas frases infelizes.


Assim como ele, diversas outras celebridades já falaram demais e acabaram externando impressões preconceituosas, seja a respeito de negros, de gays ou até de grupos étnicos e religiosos, como judeus e muçulmanos. Confira.

ratinho

Ratinho

Sempre polêmico, o apresentador do SBT emitiu em seu programa, no final do mês passado, uma opinião que foi interpretada por muitos como machista. Ele afirmou não concordar que esportes como futebol e UFC sejam aptos para mulheres.

“Eu não acho graça em ver mulher jogando futebol. Acho que é muito bruto para mulher. Mulher no UFC também acho horrível. Eu sou contra. Todo mundo tem que gostar agora, pô?”, queixou-se ao vivo, no último dia 30.

acelino-popo-o-maior-momento-que

Popó

Acelino Freitas despertou a admiração geral quando revelou, em entrevista ao programa “Sensacional”, da RedeTV!, que um de seus filhos é homossexual. “Sou tranquilo e tenho uma abertura grande com ele. Quero ajudar a diminuir o preconceito”, afirmou à revista Veja o boxeador, que chegou a publicar um texto sobre o assunto em suas redes sociais, enfatizando: “Meu filho é. E daí?”

Entretanto, no mesmo bate-papo com a publicação semanal da editora Abril, Popó deixou escapar uma frase no mínimo controversa sobre o assunto: “Não acho que seja normal [a homossexualidade], mas a gente tolera e respeita”. Então tá…

joelma

Joelma

Muito antes de sua turbulenta e amplamente midiatizada separação de Chimbinha, a cantora paraense se viu no centro de uma grande polêmica, por declarar abertamente à revista Época ser contra o casamento gay.

Joelma afirmo aindau que, se tivesse um filho gay, lutaria “até a morte” para “convertê-lo”. “É como um drogado tentando se recuperar do vício”, comparou a artista, alvo de uma avalanche de críticas – inclusive dos próprios fãs da extinta banda Calypso – pelas afirmações consideradas homofóbicas.

A coisa tomou uma proporção tão grande que Joelma resolveu se desculpar publicamente. “Falei somente que sou contra o casamento gay. Meus melhores amigos são gays. Não quis ofender ninguém”, garantiu.

Mel Gibson

Mel Gibson

Preso em 2006 por dirigir em alta velocidade sob estado de embriaguez, o astro hollywoodiano ainda conseguiu piorar – e bastante – a própria situação. Ao se dar conta de que um dos delegados responsáveis pela operação era judeu, Gibson simplesmente começou a dispara toda a sorte de ofensas contra a comunidade judaica.

“Os judeus são responsáveis por todas as guerras do mundo. Judeus de merda!”, teria esbravejado na ocasião. Dias depois, o ator se desculpou pela atitude e atribuiu as frases infelizes ao seu estado de ebriedade.

john-mayer

John Mayer

Em 2010, o cantor quis bancar o engraçadão durante bate-papo com a revista “Playboy” americana, afirmando que seu pênis era “um supremacista branco”. Não contente, ainda deixou claro que não tinha o menor interesse em se envolver com mulheres negras.

As declarações, é claro, pegaram muito mal, e Mayer se viu obrigado a usar as redes sociais para se retratar. “Nunca deveria ter dito aquilo e não vou dizer nunca mais”, disse no Twitter.

Patrícia-Abravanel

Patrícia Abravanel

A apresentadora do SBT revoltou a opinião pública quando, em maio de 2016, decidiu expressar abertamente sua opinião sobre a homossexualidade e os relacionamentos gays durante o “Programa Silvio Santos”.

“Acho que a gente tem que ensinar para o jovem de hoje que homem é homem e mulher é mulher. E se por acaso ele tiver alguma coisa dentro dele que fale diferente, aí tudo bem. Eu não sou contra o ‘homossexualismo’, mas sou contra falar que é normal”, afirmou a esposa do deputado Fábio Faria, “ganhando” a partir daí uma enxurrada de haters nas redes sociais.

Susana-Vieira

Susana Vieira

Conhecida por não ter papas na língua e cultivar uma certa prepotência no trato social, Susana perdeu uma ótima oportunidade de ficar calada enquanto participava, em Curitiba, de um evento de apoio ao juiz federal Sérgio Moro.

“Eu acho que as pessoas do Norte e do Nordeste não têm conhecimento do que está sendo feito aqui [pela Operação Lava Jato, na Justiça Federal de Curitiba]. Tem que espalhar isso para o Brasil”, disse à imprensa que cobria o acontecimento.

Foi o suficiente para diversos internautas acusarem Susana de preconceituosa contra nordestinos e nortistas. Os ataques à atriz foram tantos que ela preferiu “trancar” sua conta no Instagram. Sempre alerta a polêmicas dessa natureza envolvendo seus contratados, a Globo chegou a cogitar afastá-la da bancada de “Vídeo Show”, que ocupava à época.