Quem acompanha o MasterChef desde sua primeira temporada na Band, lançada em 2014, já está acostumado com as rusgas que eventualmente surgem entre os participantes ou, principalmente, entre estes e os jurados. Pudera: Paola Carosella, Henrique Fogaça e Érick Jacquin são “fogo” com os competidores do programa!

Hoje, passadas quatro temporadas – ademais das versões “Júnior” e “Profissionais”, atualmente em sua segunda edição -, pode-se dizer que a atração colecionou não apenas pratos deliciosos, fãs devotados e talentos da cozinha revelados, mas também muitos momentos de tensão e constrangimento no ar. Relembremos algumas dessas “tortas de climão” servidas no reality culinário.

Leiga, eu?


Quem não se lembra da troca de farpas entre a apresentadora Ana Paula Padrão e o competidor João Lima, na primeira temporada do “MasterChef Profissionais”, em 2016?

Na ocasião, o participante não concordou com a avaliação negativa de Ana Paula sobre o prato que havia feito e, contrariado, pôs em dúvida a própria credibilidade da jornalista para avaliar seu trabalho. “O julgamento foi mal feito. Você é leiga, Ana Paula. O pessoal vai se espantar com minha saída”, queixou-se.

Ana Paula, é claro, rebateu à altura. “Sou completamente leiga, você está corretíssimo. Mas sou a ‘conta final’ da sua profissão. Se você não me agradar não agrada a ninguém”, cravou, completando: “A linha entre a opinião forte e a arrogância é muito tênue”.

https://youtu.be/hzl_E_boUgU?t=32

Caras e bocas

Uma das participantes mais polêmicas do MasterChef Brasil, a pesquisadora Caroline Martins irritou várias vezes os jurados da última edição do formato com suas ironias e constantes insinuações de que haveria “armação” por detrás das avaliações e eliminações.

Eliminada no início de maio, Carolina acabou voltando algumas semanas depois para a repescagem. Foi quando a barra pesou: já cansado da atitude da moça, o jurado Henrique Fogaça interrompeu uma gravação e perguntou-lhe diretamente: “Caroline, você está à vontade aqui hoje?” “Na verdade, nem queria vir nessa repescagem”, respondeu a moça, a que Fogaça replicou: “Não queria? Então vai embora, demorou. 1, 2, 3, vaza!”

A apresentadora Ana Paula Padrão deixou claro que Caroline tinha a opção de ir embora, mas a competidora, para surpresa geral, fez questão de ficar. “Vou continuar. É uma questão de honra”, disparou.

https://www.youtube.com/watch?v=01EHLhZjgiE

Medindo forças

Vice-campeã do MasterChef 4, Deborah Werneck também ficou marcada pela personalidade forte e a mania de não levar desaforo para casa. Isso ficou claro na ocasião em que a moça bateu boca com o jurado Henrique Fogaça, com direito a gritos, troca de farpas e ironias mútuas.

Tudo começou quando Fogaça criticou com veemência o desempenho dela no comando da cozinha. “Eu nunca vi uma cozinha tão sem energia. Cadê a comunicação? Está todo mundo patético, aqui. Cadê o mini milho, Deborah? A coisa está feia, hein”, queixou-se o chef de cozinha, a que a moça respondeu: “Está mesmo!”

Indignado de surpresa com a resposta audaciosa da moça, Fogaça ordenou: “Tira o avental e vai embora!”, a que Deborah, sem se intimidar, contestou: “Pode entregar o avental agora?” Atrevida, hein?

https://youtu.be/929XZOYcn-Q?t=31

Gafe e vingança

Logo na segunda edição do MasterChef, em 2015, o participante Lucas Furtado se viu diante de uma saia-justa com a jurada Paola Carosella. O rapaz foi convidado pela argentina para fazer estágio em seu restaurante, dando a entender que aceitaria. No entanto, ele acabou dando preferência a outra vaga oferecida pela chef concorrente Bel Coelho e, aparentemente, “esqueceu-se” de avisar à ex-quase-futura-patroa.

No especial Desafio das Temporadas, exibido em dezembro daquele ano, Paola aproveitou a ocasião para “acertar as contas” com Lucas. “Se você escolhe trabalhar com uma colega e não comigo, pelo menos, elegantemente levanta o telefone e avisa: não vou trabalhar com você.” O rapaz ainda tentou se justificar, mas Paola, altiva como de costume, fez sinal para ele se calar: “Zíper [na boca]”, disse, piscando com arrogância para o rapaz.

Machismo e pingos nos is

Ao final da primeira temporada do MasterChef Profissionais, em 2006, Ana Paula Padrão reuniu os participantes do programa para “lavar roupa suja” a respeito de algumas polêmicas surgidas entre os participantes – entre elas, o preconceito de alguns colegas com a vencedora daquela edição, Daisy Paparoto.

A apresentadora criticou a atitude prepotente do competidor Dário Costa para com a moça, e o rapaz se defendeu, dando a entender que o tudo não passara um mal-entendido provocado por uma falha da edição. “Eu em nenhum momento falei que era melhor que ela. Dayse é uma chef mais tradicional, e foi falado que o programa procurava profissionais mais criativos, por isso falei que era a candidata mais fraca”, afirmou ele.

A apresentadora não gostou da “acusação” e criticou abertamente a atitude Dário de criticar a edição do programa para se safar. “Uma coisa é ponto de vista e outra é uma acusação grave com o programa. Eu não estaria aqui, com 30 anos de jornalismo nas costas, para fazer um programa que distorce coisas na edição. Não faz parte da minha história, não quero isso para mim”, declarou, com veemência.

Curta e grossa

Paola Carosella – sempre ela – chocou a participante Yuko (foto abaixo), da última edição amadora do MasterChef, e também a audiência na hora de se referir à competidora. “Você é muito fofa e muito simpática. Sabe quanto isso importa para nós na hora da avaliação? Zero.”

A jovem, é claro, ficou sem ação diante do comentário da chef de cozinha – mas, nas redes sociais, os internautas não perdoaram e acusaram Paola de grosseira e arrogante com Yuko. A argentina se defendeu: “Na hora para mim foi importante deixar claro para os outros participantes que ninguém ganha por fofura”.

yuko