Andrew Kreisberg, produtor executivo das séries Supergirl e The Flash, falou sobre os recentes rumores do encontro dos heróis na TV. Ao Hollywood Reporter, ele disse que o crossover é um desafio muito grande para ser realizado neste momento.

“Por enquanto não há nenhum plano real para trazer Cisco [personagem de The Flash] para Supergirl, ou levar Winn [de Supergirl] para Legends of Tomorrow [série derivada de Arrow e The Flash]. Primeiro de tudo, nós nem sabemos se isso é possível, legalmente falando. E, francamente, para nosso atual multiverso, que tem Legends, Flash e Arrow, funcionar já é desafio o suficiente sem a adição de um quarto elemento [Supergirl]”, explicou.

Segundo o Bleeding Cool, o crossover de Supergirl e The Flash adaptaroa a saga em quadrinhos Nova Krypton, sobre a história de 100 mil sobreviventes de Krypton chegando à Terra após serem libertados pelo Superman das garras do vilão Brainiac, que encolheu a cidade de Kandor e prendeu os kryptonianos em uma garrafa.


No entanto, devido ao baixo orçamento da série da Supergirl, a história pode tomar rumos diferentes no crossover.

A participação do velocista escarlate no crossover não foi revelada.

O encontro entre os heróis deve acontecer em maio do próximo ano, segundo o site.

The Flash vai ao ar nos EUA pelo canal The CW, que é afiliado da CBS, emissora responsável pela exibição de Supergirl.

Os respectivos astros das séries, Grant Gustin e Melissa Benoist, já se encontraram fora da TV, num ensaio fotográfico para uma revista.

Em breve, o Superman também ganhará uma série de origem, intitulada Krypton, nome do seu planeta natal.