A primeira temporada de Deuses Americanos chegou ao fim após oito episódios. E com o programa já renovado para o próximo arco, o showrunner Bryan Fuller adiantou algumas novidades para a próxima parte do seriado durante entrevista ao The Wrap. Segundo o produtor, a nova temporada terá dez episódios e contará com uma “história mais rápida e muito mais emocionante”.

“Grande parte da qualidade estimulante e sonhadora da primeira temporada era sobre o estado mental de Shadow Moon”, iniciou Fuller. “Agora que ele foi ativado (como um crente), podemos esperar algo um pouco diferente de como vamos contar as histórias”, explicou.

Para o produtor, tudo que o personagem de Ricky Whittle passou durante a primeira temporada será o que ditará o ritmo da próxima. “Agora que ele acredita, como ele acredita? E como o que aconteceu com sua esposa e o Mr. Wednesday mudaram essas crenças”, encerrou.


American Gods gira em torno de Shadow Moon (Ricky Whittle, de The 100), ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday (Ian McShane), um homem fraudulento – que na verdade é a encarnação do deus nórdico Odin – com uma missão: reunir forças para lutar contra os novos deuses.

A série, que fez sucesso imediato entre público e crítica especializada, já foi renovada para uma segunda temporada.

Pablo Schreiber (Mad Sweeney), Gillian Anderson (Media), Jonathan Tucker (Low-Key Liesmith), Emily Browning (Laura Moon), Omid Abtahi (Salim), Crispin Glover (Mr. World), Orlando Jones (Mr. Nancy), Demore Barnes (Mr. Ibis), Dane Cook (Robbie) e Jeremy Davies (Jesus Cristo) completam o elenco.

Produtores falam da importância da diversidade na série