The Witcher, série da Netflix que será protagonizada por Henry Cavill, foi alvo de polêmica nesta quarta-feira (10) após o anúncio do elenco da atração. Muitos fãs não gostaram dos atores e atrizes selecionados.

Para o The Hollywood Reporter, a showrunner Lauren S. Hissrich tentou acalmar os ânimos, afirmando que The Witcher se manterá fiel as raízes que inspiraram os games, os livros e agora a série.

“Uma das coisas mais fortes que eu senti é que as pessoas tem medo que nós vamos tirar as raízes da série fora do contexto cultural de The Witcher, que vamos remover a raiz eslava, algo que os poloneses se orgulham. Isso não poderia estar mais longe da verdade. O que eu sempre quis fazer foi pegar essas histórias eslavas e mostrar para a audiência global”, garantiu a chefe da produção.


The Witcher | Fãs criticam escolha de elenco da série

Liderado por Henry Cavill, o elenco de The Witcher tem até o momento Jodhi May (Game of Thrones) como Rainha Calanthe; Björn Hlynur Haraldsson (Fortitude) como o marido dela, Eist; Adam Levy (Knightfall) como Mousesack; MyAnna Buring como a comandante da academia de magia Aretuza, Tissaia; Mimi Ndiweni e Therica Wilson-Read como Frangilla e Sabrina; Millie Brady como a princesa rebelde Renfri; e Freya Allan (A Guerra dos Mundos) e Anya Chalotra (Wanderlust) como, respectivamente, Ciri e Yennefer.

Para o The Hollywood Reporter, a showrunner também informou que a série está perto de começar a produção. Em suas palavras, The Witcher ainda está “em preparação”.

A obra é baseada nos livros de Andrzej Sapkowski, que também foram adaptados para os muito bem-sucedidos games da CD Projekt RED.

The Witcher tem estreia prevista para 2020.