O ano de 2019 pode ser de transição para Netflix. O que acontece é que muitas empresas estão começando a lançar as suas próprias plataformas de streaming.

Nesse setor, o lançamento mais notável é o do Disney +, que chega ao mercado no segundo semestre do ano. Além de começar a tirar o seu conteúdo da Netflix, logo a casa do Mickey Mouse também deve tirar todas produções da Fox, empresa que está sendo adquirida pela Disney.

De acordo com a Ampere Analysis, a Warner e a Comcast devem seguir o mesmo caminho. Se isso se concretizar, a Netflix perderia 20% do seu catálogo.


Site revela todas as subcategorias secretas da Netflix

No momento, isso é apenas especulação. Além disso, esse é o cenário nos Estados Unidos. A Netflix tem contratos individuais por países ou regiões, e o Brasil não tem previsão para receber outras plataformas de streaming.

Além disso, a plataforma de streaming pode continuar gastando para manter as produções. Recentemente, foi noticiado que a Netflix gastou US$ 100 milhões para manter as 10 temporadas de Friends em seu catálogo.

Oficialmente, as empresas ainda não se pronunciam sobre a exibição dos conteúdos a partir do lançamento das novas plataformas.