Um meme da internet se tornou realidade, quase como uma história de Black Mirror. O episódio interativo da série, Bandersnatch, recebeu uma atenção especial da Netflix.

De acordo com Michael Veale, especialista e pesquisador de tecnologias da Universidade de Londres, em entrevista à Vice, a Netflix está salvando e coletando todas as escolhas feitas pelos usuários em Black Mirror: Bandersnatch. O mais curioso é que isso chegou a ser um popular meme quando o capítulo foi lançado.

“Pessoas tem especulado algumas das motivações da Netflix, no Twitter. Eu achei que seria um teste divertido mostrar como se pode usar a lei para perguntar o que você quer saber”, afirmou o pesquisador.


Através de uma lei europeia, Veale perguntou para plataforma de streaming o motivo de estar coletando os dados dos usuários em Black Mirror: Bandersnatch. A Netflix respondeu, afirmando que os dados servem para “informar recomendações personalizadas que você pode ver no futuro”.

Atriz de Black Mirror é perseguida por fã que instalou GPS em seu carro

Além disso, a plataforma garante que as escolhas foram salvas para a Netflix descobrir como “melhorar as histórias” das suas produções.

Bandersnatch é sobre a história de um jovem programador que cria um jogo a partir de um romance. No entanto, o protagonista começa a perder o controle sobre o que é a realidade e o que é o mundo virtual.

O especial de Black Mirror vai contar um recurso inédito: o espectador poderá escolher o final do filme, contando com 5 horas de material gravado.

O protagonista desse especial de Black Mirror é Fionn Whitehead, que fez sua estreia nas telas com Dunkirk.

Black Mirror: Bandersnatch está disponível na Netflix.