ALERTA DE SPOILERS

A sexta temporada de Vikings começa com Ivar, o Desossado, viajando na Rota da Seda, após sua perda no Cerco de Kattegat e subsequente exílio. Mas a Rota da Seda era real?

O History, rede responsável por dar vida série, fornece uma breve definição da Rota da Seda em seu site oficial: “uma rede de rotas comerciais que conectam a China e o Extremo Oriente com o Oriente Médio e a Europa.


Elas foram estabelecidas quando a dinastia Han, na China, abriu oficialmente o comércio com o Ocidente em 130 aC; as rotas da Rota da Seda permaneceram em uso até 1453 dC, quando o Império Otomano boicotou o comércio com a China e o fechou.”

Embora possam ter sido rotas reais durante o período em que Vikings está definido, Frankopan explica que o termo ‘Rota da Seda’ não existia e é uma criação relativamente nova.

A Express.co.uk conversou exclusivamente com o professor de História Global da Oxford, Peter Frankopan, para saber mais.

“Apesar do que as pessoas pensam com frequência, não existiam as Rota da Seda. O termo foi inventado há cerca de 150 anos por um geógrafo alemão para descrever as trocas entre a China e o Mediterrâneo há 2000 anos. Ele capturou a imaginação como um rótulo e ficou preso desde então.”

A estreia da temporada final de Vikings acontece no dia 5 de dezembro. No Brasil, a série é transmitida pela Fox Premium 2.