O famoso mundo do personagem RoboCop vai retornar. Porém, de uma maneira inesperada.

A franquia focará na história de origem do universo do personagem. Até por isso, a MGM está desenvolvendo uma série prelúdio sobre RoboCop.

O foco da série será em Dick Jones, o vilão principal da franquia. A informação sobre o projeto foi confirmada por Ed Neumeier, o co-roteirista dos filmes do personagem, para o Moviehole.


“Estou trabalhando nisso com a MGM. São coisas legais sobre RoboCop, exceto que não temos ele. Estou escrevendo com Dave Parkin e Rob Gibbs, que trouxeram a ideia para um produtor que é meu amigo e que me trouxe a ideia. A primeira vez que eu ouvi sabia que era algo legal porque poderia fazer muitas coisas com isso”, declarou o roteirista.

A história envolverá a cidade de Detroit no futuro. O roteirista promete envolver temas como a força policial, tecnologia e a relação das empresas nesses dois pontos.

O protagonista, Dick Jones, ainda não será o predador corporativista que é visto nos filmes de RoboCop.

“É legal trabalhar com uma versão jovem dele. Ele é um predador nos filmes, mas ninguém começa como um vilão. Então, será uma história de como Richard Jones vira Dick Jones, a história da OCP e como o mundo evolui para o futuro”, adiantou o escritor.

O projeto está em desenvolvimento, mas a MGM ainda não tem previsão para encomendar a série.

Filme demorado de RoboCop

RoboCop também tem um demorado filme em desenvolvimento. O longa deve servir como um novo reboot para franquia, sendo uma continuação direta do longa original, de 1987.

A última informação é de 2019. Houve uma troca de direção no novo filme de RoboCop.

Após perder o diretor Neil Blomkamp em agosto de 2019, RoboCop Returns (O Retorno de RoboCop, em tradução), contratou Abe Forsythe (de Down Under) para a função. A informação é do The Hollywood Reporter.

O novo diretor também tem que reescrever o roteiro de Justin Rhodes. Enquanto isso, os roteiristas do filme original, Ed Neumeier e Michael Miner, seguem na produção.

RoboCop teve duas continuações, mas nenhuma foi bem-sucedida. Em 2014, o brasileiro José Padilha comandou um reboot que fracassou na bilheteria.

O novo filme ainda não tem previsão de estreia.