The Crown é uma das produções mais queridas da Netflix, com 3 temporadas de qualidade inegável já lançadas. A série acompanha o reinado da Rainha Elizabeth II, começando por sua juventude e passando por momentos importantíssimos da história do Reino Unido e do mundo.

Afinal de contas, quem não gostaria de um olhar íntimo sobre a vida da Família Real? Tudo fica ainda mais impressionante com as performances de um elenco de tirar o chapéu.

Na temporada atual, Elizabeth é vivida por Olivia Colman, e nos dois primeiros anos a monarca foi interpretada por Claire Foy.


Se você já maratonou a nova temporada de The Crown; confira abaixo as melhores séries dramáticas lançadas pela plataforma em 2020, de acordo com as notas do IMDB!

Outer Banks – 7.6

Outer Banks estreou na Netflix em abril acompanha um grupo de amigos no estado da Carolina do Norte que tenta investigar o desaparecimento do pai de um dos personagens.

Chase Stokes vive John B, o protagonista de Outer Banks. O pai do personagem some e o grupo de amigos descobre que ele estava escondendo uma enorme quantidade de ouro. O único problema? Não são apenas adolescentes procurando esse tesouro. A série foi recentemente renovada para uma segunda temporada.

Hollywood – 7.7

Após fechar um contrato milionário com a Netflix, Ryan Murphy começou a produzir conteúdo para a plataforma no ano passado, com a elogiada série The Politician. Depois, o criador de Glee e American Horror Story encantou o público com seu segundo projeto para o serviço de streaming: Hollywood.

Assim como várias outras séries de Ryan Murphy, Hollywood conta com várias narrativas e não tem necessariamente um protagonista. A série foca na história de vários personagens diferentes, entre estrelas veteranas do cinema, pioneiros da indústria do entretenimento e jovens buscando o sonho da fama nos anos 40.

The English Game – 7.8

Outra série de época, The English Game é ambientada na Inglaterra do século XIX, e aborda as origens do futebol no país, além de explorar como o esporte começou como um entretenimento voltado apenas às elites.

Quando duas estrelas do esporte – uma da classe trabalhadora e outra da nobreza – se juntam, a cara do futebol muda para sempre. A série conta com apenas 6 episódios, e é a primeira produção da Netflix chefiada por Julian Fellowes, criador de Downton Abbey.

Spinning Out – 7.8

Spinning Out foi criada por Samantha Stratton e segue uma patinadora que busca um recomeço em sua carreira. A trama tem como centro Kat Baker, interpretada por Kaya Scoledario, que volta a disputar depois de ter uma grave queda nos ringues de patinação.

Elogiada por público e crítica, a série foi surpreendentemente cancelada pela Netflix após apenas uma temporada, devido à baixa audiência na plataforma. A série tem ainda January Jones, Johnny Weir e Evan Roderick em seu elenco.

Nada Ortodoxa – 8.0

Nada Ortodoxa recebeu várias indicações ao Emmy por contar de maneira sensível a história de Etsy, uma jovem de 19 anos que deixa sua ultraconservadora comunidade de judeus chassídicos para tentar viver a vida que quer, não a que era esperada.

Inspirada pelo livro de mesmo nome escrito por Deborah Feldman com base em suas próprias experiências, a produção conta com várias cenas chocantes e um olhar especial sobre uma comunidade que não costuma aparecer na grande mídia.

O Gambito da Rainha – 8.9

O mais novo drama da Netflix também foi o mais bem avaliado no IMDB, quando chegando à note máxima. A série acompanha a história de Beth, uma adolescente que se descobre um prodígio do xadrez enquanto mora em um orfanato.

Em sua jornada para se tornar uma enxadrista campeã, Beth – vivida pela excelente Anya Taylor-Joy – enfrenta seus próprios demônios pessoais, além de problemas com álcool e drogas. A série permaneceu por muito tempo entre as mais assistidas da Netflix no Brasil. Baseada em parte em uma história real, a produção conseguiu também 100% de aprovação no Rotten Tomatoes.