Mayim Bialik conquistou incontáveis fãs ao se tornar parte do elenco fixo de The Big Bang Theory. O que muitos fãs não perceberam é a incrível conexão da atriz com sua personagem da série.

Bialik interpretou Amy no seriado de comédia e, a partir da sua introdução, permaneceu até o fim de The Big Bang Theory.

O que é curioso é um detalhe sobre o seu nome, que gera conexão direta com a personagem.


No Reddit, os fãs perceberam que Mayim serve como anagrama de “I’m Amy” (eu sou Amy).

Não sabemos se a personagem ganhou esse nome por causa do nome da atriz, mas certamente é um detalhe bem curioso.

Derivada criou problemas para The Big Bang Theory

O quarto episódio da quarta temporada de Young Sheldon cria um problema para The Big Bang Theory, especificamente no que diz respeito à canção Soft Kitty.

No episódio da série derivada, Sheldon se machuca enquanto aprende a andar de bicicleta e acaba cantando Soft Kitty para si mesmo a fim de se acalmar. Isso, contudo, gera um furo de roteiro em The Big Bang Theory.

Na terceira temporada da série principal, Penny pede para Sheldon cantar para ela a canção depois de escorregar e deslocar o ombro. Sheldon, contudo, insiste que a canção pode ser cantada apenas para pessoas doentes e Penny não estava doente.

Penny, no entanto, convence Sheldon a cantar depois de muita argumentação. Mas até então, sua crença é que Soft Kitty era destinada a pessoas adoecidas.

Assim sendo, em Young Sheldon, ele não poderia ter cantado a música para si mesmo. Um pequeno furo.